Conceitos básicos de funcionamento de mercado comprovam que a análise técnica e gráfica convencional não funciona. Para se convencer de vez sobre isso, você precisa entender duas definições elementares: as quatro fases do mercado e a lei de oferta e demanda (e seu poder sobre a subida e a descida de preços).

Para te ajudar a separar o que é real do que é ilusório, destacamos aqui algumas máximas do mercado e classificamos cada uma delas. Assim, você não vai gastar seu tempo focando em atitudes que podem te custar caro, em vez de te trazerem dinheiro.

As quatro fases

Ao acompanhar o movimento do mercado, você consegue enxergar as suas quatro fases:

Consolidação: movimento em que os preços oscilam em deslocamentos curtos para cima e para baixo, por um período de tempo.

Tendência de alta: movimento de mercado em que há uma subida de preço com intensidade mais expressiva ou menos expressiva – varia de acordo com o momento.

Consolidação: novamente os preços oscilam acima e abaixo alternadamente, em movimentos rápidos.

Tendência de baixa: movimento de mercado em que há uma queda de preço, com maior ou menor intensidade.

Por que é importante identificar as fases?  Porque você verá que as consolidações ocorrem sempre em regiões similares, tanto para trás como para frente em um gráfico quando você analisa a evolução de preços. E isso diz muito sobre o funcionamento do mercado.

Mas o que uma região de consolidação indica exatamente?

Essas áreas indicam regiões e níveis de preço em que há interesse de negociação. Pode ser o resultado, por exemplo, de uma montagem de posição. Mas o ponto chave é que isso demonstra um aspecto crucial: nessas regiões existe um equilíbrio entre as forças de oferta e demanda.

 

A sacada é demarcar essas áreas com linhas horizontais paralelas, de ponta a ponta no gráfico. Assim, você conseguirá identificar como o mercado tem a tendência de voltar a trabalhar quase sempre numa mesma região. Às vezes, a volta não ocorre exatamente dentro do mesmo trecho demarcado, mas muito próximo a ele.

 

“Mas até quando dura uma essa fase de consolidação?”, você pode estar se perguntando. Dura até o momento em que há interesse nessa região de negociação. Quando isso acaba, os preços evoluem para uma alta ou uma baixa e passam a operar em outra região de interesse.

Lei de oferta e demanda – e sua força sobre a flutuação dos preços

O mercado sempre sobe ou desce em busca de liquidez. Tenha esse fato em mente, sempre. Isso quer dizer que quem deseja vender seus ativos e não consegue, precisa fazer ofertas cada vez mais agressivas até consumir tudo o que precisa em suas operações. Nesse momento, esses vendedores aceitam vender pior para alcançar seu objetivo: liquidez. É por isso que os preços caem. O movimento oposto, o da subida de mercado, ocorre quando os players que estão ali aceitam comprar mais caro.

 

Conclui-se que o mercado trabalha o tempo todo sob pressão de oferta e demanda, sempre em busca de liquidez. É assim que se formam os preços – e isso não tem nada a ver com figuras geométricas, setups engessados e nem com a falácia de acreditar que ali o mercado parou.

 

Logo, é simplista dizer que o mercado sobe porque estão comprando e desce porque estão vendendo. Oras, o mercado é uma matemática de soma zero: a todo momento há quem venda e há quem compre. É isso que faz o mercado andar.

 

Esse movimento ocorre devido ao que a gente chama de “agressões compradoras” e “agressões vendedoras”. São elas que carregam os preços para outros níveis. Como já dito, quando os preços sobem, indicam que os compradores estão dispostos a pagar mais. Quando descem, é porque os vendedores estão aceitando vender por menos. Tudo, absolutamente tudo, para buscar liquidez.

Gosta de operar tendências?

Se você for um trader que gosta de operar tendências, aproveite os momentos de consolidação para entender para onde o mercado vai se movimentar. Ele assumirá uma tendência de alta ou de baixa? Deixando bem claro aqui: as fases de tendência são nítidas demonstrações de desequilíbrio entre oferta e demanda.

 

Nas regiões de consolidação, os players estão fazendo suas tomadas de decisão. Com a prática, você vai conseguir antecipar cada vez mais qual será o perfil do mercado após uma fase de consolidação. E ficará cada vez mais claro e lógico o caminho pelo qual os preços vão avançar.

 

Deu para entender porque os setups de figuras geométricas não funcionam? Fuja deles porque eles não se adaptam a esses contextos e a essas variáveis de mercado que impactam na formação e na evolução de preços. Ficar nesse modelo vai te fazer errar muitas vezes. Amplie seu olhar e passe a acertar.

 

Recommended Posts